terça-feira, 8 de junho de 2010

Django Reinhardt - The Best of Django Reinhardt [Capitol/Blue Note] (1996)

Alou meus caros.
Um gênio talvez seja pouca expressão para exaltar as capacidades deste violonista e guitarrista esplendoroso que foi Django Reinhardt. Lhes digo foi pois esta é a vida do nosso novo post aqui no Saqueando. E por que me corrigiram recentemente do facebook, completo meu post dizendo, um "cigano de nata" e que, por ele, jazz deveria ser escrito com um 'D' na frente
Como diz a wikipédia, nasceu dia 23 de janeiro de 1910 em Liberchies na Bélgica, foi um cigano guitarrista de jazz. Foi um dos mais brilhantes e influentes músicos do jazz europeu e mundial e é provavelmente o principal nome do instrumento no gênero. Muitas de suas canções tornaram-se clássicos do jazz, e veja bem, não é difícil acreditar. Junto a Stephane Grappelli formou, em 1934, o conjunto Quintette du Hot Club de France.
Agora uma sacada sobre o cara. em 1928 (18 anos de idade) um incêndio queimou sua casa e junto com ela metade do seu corpo com queimaduras de primeiro grau. Médicos afirmaram que ele nunca mais poderia tocar violão, mas quem diria que esse belga conseguiria tocar com apenas dois dedos na sua mão esquerda (era destro).
Depois da segunda guerra mundial foi aos EUA excursionar e tocou junto a grandes músicos do jazz americano como Duke Ellington, com quem fez a sua primeira turnê na terra dos ianques, primeira e última, por alguns quiprocós ele logo volta à Europa e passa os restos de seus dias tocando em pequenos clubes de Paris.
Influenciou dezenas de guitarristas ao redor do mundo, entre eles estão com certeza os maiores gênios como B.B. King, Chet Atkins, Hendrix (este teria nomeado a Band of Gypsies em função de Django) e outros.
Falando de música agora, Django Reinhardt é conhecido por algumas gandes músicas que se tornaram famosíssimas ao redor do mundo, como "Djangology" que infelizmente não consta nesse cd, "Minor Swing" que é, na minha opinião, um dos jazzes mais bem feitos da história da música, animado, com groove até, e muito blue, com um solo de violão incomparável que certamente confirmam a fama de gênio que o violonista conseguiu com o tempo. "Nuages" é algo mais cheio de sons, graças ao acréscimo do clarinete.
Enfim, eu não vou me perder mas é ridículo de bom e você deveria ter esse cd, sérião. Mas enfim, é quase domínio público, mas quem sabe..
A melhor música, no conjunto de tudo o que eu já postei aqui é, na certa, "Minor Swing" o disco vale por ela.

Faixas:
  1. "Limehouse Blues" 2:46
  2. "When Day Is Gone" 3:12
  3. "St. Louis Blues" 2:43
  4. "Minor Swing" 3:17
  5. "My Serenade" 3:03
  6. "You Rascal You" 3:08
  7. "Montmartre" 2:26
  8. "I'll See You in My Dreams" 2:33
  9. "Naguine" 2:30
  10. "Nuages" 3:19
  11. "Blues Clair" 3:05
  12. "Django's Tiger" 2:39
  13. "Ol' Man River" 2:42
  14. "Diminushing" 3:17
  15. "Oh, Lady Be Good" 3:00
  16. "To Each His Own Symphony" 3:03
  17. "Place de Brouckère" 2:57
  18. "Manoir de Mes (Django's Castle)" 3:17
E como sempre tá lá, nos palpites

6 comentários:

lampiao disse...

http://kwsvcn.link-protector.com

roots disse...

boaaa aranhoviski

lampiao disse...

cacete já me comentaram aqui? tá ligeira a parada, obrigado pelo comment

lampiao disse...

alguém teve problema com arquivos?

Lampeão disse...

http://lix.in/-8d7fa8

kryz! disse...

Parabéns pelo blog! Já baixei vários discos aqui.. uma curiosidade: vc sabia que que o nome Django foi dado ao personagem de Franco Nero no filme Django de 1966 em homenagem a Reinhardt, pois no filme o protagonista é obrigado a manusear uma arma com os dedos quebrados.