sexta-feira, 9 de julho de 2010

Louis Prima - The Wildest! (1957)


Wuh bee doo bee doo bah!
Nascido nos Estados unidos em 1910 em uma família de músicos descendentes de sicilianos. Nasceu no berço dos maiores músicos do jazz, New Orleans na Louisiana. Trumpetista claramente influenciado por Louis Armstrong de quem também tomou posse da brilhante forma de cantar. Louis Prima cresceu na sua cidade natal tocando Swing e Jazz, mudou-se para Nova Iorque como músico de orquestra de jazz, em seguida mandou-se para Los Angeles. Em 1947 incluiu, pela primeira vez em sua banda, uma cantora, no caso Cathi Ricciardi, que gravou com o nome Cathi Allen, e viria a ser substituída em 1949 por Keely Smith que o acompanha no disco que eu ponho aqui hoje.
Apesar de todo esse processo lançou seu primeiro disco (Breaking It Up!) apenas em 1953, aos 43 anos de idade. Em seguida lançou o brilhante the Wildest! (1957).
Uma combinação de Jazz, jump blues com um teco dos primórdio do Rock'n'Roll. O Wildest! a obra prima do cantor, acompanhado por sua esposa Keely Smith e pelo saxofonista de New Orleans Sam Butera. Foi gravado em alguns shows realizados em Las Vegas. O objetivo da gravadora Capitol era achar a real imagem de Louis Prima, que junto à banda tocava diversos shows por noite até as 6h00 da mahã do dia seguinte.
Música de primeiríssima qualidade, muito bem tocada e engraçada pelas sutilezas do cantor e de sua esposa.
Você também pode escutar o Louis Prima cantar como o King Louie do Moglie (Jungle Book em Inglês), sim o filme da disney.

Faixas:
  1. "Just a Gigolo / I Ain't Got Nobody" 4:45
  2. (Nothing's Too Good) For My Baby" 2:38
  3. "The Lip" 2:18
  4. "Body and Soul" 3:25
  5. "Oh Marie" 2:28
  6. "Basin St. Blues / When It's Sleepy Time Down South" 4:14
  7. "Jump, Jive an' Wail" 3:31
  8. "Buona Sera" 3:00
  9. "Night Train" 2:49
  10. "Ill Be Glad When You're Deade, You Rascal You" 3:16

tá lá nos comments!

3 comentários:

lampiao disse...

http://kkzrks.link-protector.com

Lampeão disse...

http://lix.in/-8a7234

Anônimo disse...

Thank you for the album